Vida noturna: a cidade que não para

Foto: Ken Chu

A vida noturna em São Paulo é um retrato fiel da cidade: frenética, criativa e democrática.

São Paulo é a única cidade brasileira a ser apontada na lista da CNN como um dos dez melhores locais do mundo no que se refere a festas, baladas e demais diversões noturnas.

  • Bares

Com ambientes mais descolados e público descontraído, os bares de São Paulo combinam drinks e petiscos, além da boa música, que vai do samba ao jazz.

Em São Paulo, visitantes e moradores compartilham a noite boêmia em regiões como Vila Madalena, Avenida Paulista, Faria Lima e Rua Augusta.

Curtir com os amigos numa mesa de bar e saborear uma porção de coxinha combinada com uma dose de caipirinha ou uma taça de chopp é uma experiência tipicamente paulistana.

Foto: Bar Brahma Centro

  • Restaurantes

Com ambientes mais intimistas e cardápios elaborados, alguns dos grandes restaurantes da cidade, já acostumados com o aumento da clientela no período noturno, fecham as portas mais tarde, possibilitando um belo jantar após um dia de trabalho ou de passeio.

Estabelecimentos localizados dentro de shoppings e hotéis atraem o público devido ao conforto que oferecem, enquanto os que possuem os chamados rooftops se tornam cada vez mais obrigatórios para quem quiser ter uma vista panorâmica da cidade.

Foto: Terraço Itália

  • Padarias

Em São Paulo, a vida noturna é tão agitada que algumas padarias ficam abertas 24h e oferecem produtos que vão desde a panificação clássica até refeições completas a qualquer horário.

  • Casas de shows

As casas de shows da cidade são os principais pontos de atrações musicais da cidade. Com estilos que variam do clássico MPB ao rock pesado, seus palcos recebem grandes nomes nacionais e internacionais, fazendo com que o público apaixonado por música não deixe de curtir a estrutura e o ambiente que esses espaços oferecem.

Foto: Bourbon Street Music Club

  • Baladas

A noitada paulistana se destaca pelo seu ecletismo, pois oferece espaço para todos os gostos, como música eletrônica, sertanejo e rock, passando pelo jazz e por clássicos das décadas de 70, 80 e 90.

Regiões como Rua Augusta, Barra Funda, Vila Olímpia e Centro são algumas das mais frequentados por quem gosta de aproveitar a noite na capital.

Foto: Skye Bar

 

3 respostas para “Vida noturna: a cidade que não para”

  1. My partner and I stumbled over here coming from a different web page and thought I might as well check things out. I like what I see so now i’m following you. Look forward to going over your web page yet again.

  2. After I initially commented I clicked the -Notify me when new feedback are added- checkbox and now each time a comment is added I get four emails with the identical comment. Is there any method you’ll be able to remove me from that service? Thanks!

  3. At this time it appears like Expression Engine is the best blogging platform out there right now. (from what I’ve read) Is that what you are using on your blog?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.