PUBLICADO EM: 25/09/2020

Setur celebra Dia Mundial do Turismo destacando 10 grandes atributos do setor

Em parceria com secretarias municipais e estaduais de turismo, entidades da esfera federal e privada, além de entidades que representam o setor, a Setur reforça o papel do turismo na retomada da economia

O turismo começa a se reerguer após um semestre de recolhimento e os piores resultados registrados ao longo das últimas décadas. A pandemia fechou agências de viagem, interrompeu cruzeiros marítimos, eliminou postos de trabalho, cancelou e paralisou atrações. A mobilidade da atividade turística passou a ser uma ameaça para a saúde das pessoas.

A quarentena levou o turismo do estado de São Paulo a registrar o pior impacto econômico que se teve notícia: 138 mil empregos desapareceram desde março, 17 milhões de viagens não serão feitas até o fim do ano e as perdas econômicas vão bater os R$ 16 bilhões, segundo previsão do Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET). “O turismo foi o primeiro segmento a entrar em crise e, agora, peça-chave para a retomada”, afirma o secretário de Turismo do estado de São Paulo, Vinicius Lummertz.

No ano em que a Organização Mundial do Turismo (OMT) celebra a capacidade do setor de criar oportunidades no campo e contribuir para o desenvolvimento rural, o turismo está se reinventando a partir de viagens com deslocamentos curtos, atividades ao ar livre e distanciamento social.

O turismo de proximidade, como está sendo chamado, é a aposta da Secretaria de Turismo de São Paulo para este recomeço, seguindo as diretrizes do Plano São Paulo. Com o respaldo de autoridades de saúde, a Setur deseja que este domingo, 27, Dia Mundial do Turismo, seja o marco de um recomeço seguro, de um novo jeito de criar experiências e interagir com os destinos. A seguir, destacamos dez atributos do turismo, essa atividade que movimenta a economia e o imaginário coletivo.

O turismo ENALTECE A CULTURA LOCAL E PRESERVA A TRADIÇÃO
Araçoiaba da Serra (foto) é um dos inúmeros destinos que se apropria de sua história para gerar uma força turística. A partir de seu museu histórico, revela detalhes da corrida do ouro, da herança indígena e da ocupação bandeirante. Conhecida como “esconderijo do sol”, o município também é conhecido pelo Morro de Araçoiaba, local onde os desbravadores encontraram as primeiras minas de ouro da região.

O turismo pode RECUPERAR EMPREGOS
Estima-se que um a cada dez empregos gerados no mundo estejam relacionados à atividade turística, de acordo com a Organização Mundial do Turismo. Apenas o estado de São Paulo perdeu 138 mil postos de trabalho relacionados ao turismo com a Covid-19, que podem ser recuperados até novembro de 2021, de acordo com uma estratégia de retenção e venda de viagens liderada pelo próprio estado.

O turismo é uma FORÇA ECONÔMICA
A pandemia gerou uma perda de cerca de 17 milhões de viagens neste ano para São Paulo. A poupança de quarentena do turista paulista, porém, calculada pelo Centro de Inteligência de Estudos do Turismo, pode devolver R$ 13,1 bilhões para o estado.

O turismo EXERCITA A TOLERÂNCIA
As viagens valorizam o respeito às diferenças e á empatia pelo próximo. Esta é uma das razões pelas quais a própria Organização das Nações Unidas (ONU) passou a reconhecer o turismo como uma atividade que ajuda a promover a paz.

O turismo VALORIZA O PATRINÔMIO NATURAL E A SUSTENTABILIDADE
A queda d’água de Cascata Grande, localizada no município de Pedregulho (SP), é o maior salto natural do estado, com cerca de 126 m. A cascata fica no Parque Estadual Furnas do Bom Jesus, norte de SP.

O turismo PROPORCIONA O ENCONTRO COM A FÉ
O complexo do Santuário Nacional de Aparecida (imagem) recebe cerca de 13 milhões de peregrinos por ano. A basílica dedicada à santa, construída em 1955, se tornou um dos principais destinos religiosos do estado e do país.