PUBLICADO EM: 14/05/2019

ICCA 2018: São Paulo cresce e se mantém como principal destino brasileiro

Em 2018, São Paulo registrou a realização de 60 eventos internacionais, associativos e rotativos. São esses os principais requisitos para cadastro no banco de dados da ICCA, International Congress and Convention Association, principal entidade do setor que, anualmente, divulga seu ranking de principais destinos para eventos. Tais números garantiram a liderança para a capital paulista no Brasil e estar entre os três primeiros colocados na América Latina.

Na liderança nacional, São Paulo, com 60 eventos (5 a mais do que 2017), ficou a frente de Rio de Janeiro (46) e Foz do Iguaçu (17), representando sozinha 25,75% dos eventos de perfil ICCA realizados no Brasil no período. No mundo, São Paulo subiu três posições se comparado com 2017, ficando em 40º lugar. No mercado latino, São Paulo, terceiro colocado, segue Lima, com 67 eventos, e Buenos Aires, com 133.

“O crescimento de São Paulo no ranking da ICCA deixa ainda mais claro como São Paulo é uma das principais cidades do mundo para eventos. O mercado de turismo, eventos e viagens, incluindo o segmento de encontros associativos, incrementam a economia do destino”, comenta Toni Sando, Presidente Executivo do Visite São Paulo, entidade associada à ICCA e uma das responsáveis pela pesquisa e cadastro dos eventos no banco de dados. “Além dos Centros de Convenções, os hotéis associados, junto ao Visite São Paulo, já estão se mobilizando para o reconhecimento e captação de mais eventos no perfil ICCA para os próximos anos”, completa Toni Sando.

Entre os principais destinos nacionais que figuram as 10 primeiras posições, há associados à UNEDESTINOS, União Nacional de CVBs e Entidades de Destinos, que são: São Paulo (60), Rio de Janeiro (46), Foz do Iguaçu (17), Florianópolis (9), Salvador (9), Fortaleza (7), Belo Horizonte (6), Campinas (6), Curitiba (6), Porto Alegre (6), Recife (4) e Natal (2). “O trabalho de pesquisa é feito pelos CVBs em paralelo a órgãos públicos e associações, que também direcionam esforços na busca e cadastro de eventos”, finaliza Toni Sando.