PUBLICADO EM: 06/09/2018

O que a Croácia pode ensinar ao turismo

O gráfico no Google Trends indica uma crescente repentina pela busca do termo “Croácia” nas últimas semanas. Não à toa, afinal, a seleção superou sua melhor campanha em todas as Copas do Mundo, ficando em segundo lugar no mundial realizado na Rússia este ano. Zebra do futebol, o País também deu show em como vender um destino aproveitando oportunidades.

Em um primeiro momento, pode parecer antagônico, uma vez que a Copa foi realizada em terras russas. Mas oportunidade não se ganha, se cria. Aproveitando o sucesso da seleção com personagens marcantes como Modric, eleito melhor jogador da competição, Rakitic, Mandzukic e Kovacic; e a própria presidente Kolinda Grabar Kitarovic, que conquistou o público por comparecer uniformizada aos jogos, comprar ingressos com o próprio dinheiro e viajar com a torcida em voos comerciais; a Croácia aproveitou a onda positiva para lançar um vídeo promocional com os jogadores apresentando o destino.

O vídeo pode ser visto em www.croatia.hr e foi divulgado próximo à final contra a França. Se o material fosse lançando uma semana à frente, já não teria o mesmo efeito.

Simples, direto, criativo e assertivo. Com um timing perfeito, o turismo da Croácia terá um legado de uma Copa que não sediou, mas que teve a inteligência de aproveitar as oportunidades, dando nexo a atividades aparentemente desconexas, mas, agora, com total sentido entre si.

Toni Sando

PRESIDENTE EXECUTIVO DO SÃO PAULO CONVENTION & VISITORS BUREAU

Ver Todos >>

*Presidente Executivo do São Paulo Convention & Visitors Bureau, Toni Sando tem em seu currículo graduação em Administração de Empresas pela Universidade São Judas Tadeu (USJT), cursou pós-graduação em marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), e tem MBA em gestão empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Seu histórico profissional inclui destacadas atuações nas áreas de operações, marketing, produtos e negócios no mercado financeiro (bancos Noroeste, Nacional e Unibanco). Durante sete anos dedicou-se à área de marketing da Accor Hotels na América do Sul.