Associados & Eventos Notícias

Buscar  
26/6/2017

5 dicas para escrever um texto que comunica

864.jpg É bem provável que você já tenha ouvido em algum momento da vida que escrever é uma arte que necessita de inspiração. Se ouviu, esqueça. Pode até existir um fundo de verdade nessa afirmação, entretanto um texto precisa muito mais de transpiração por parte do redator do que inspiração. É isso mesmo. Dá até para arriscar uma proporção de 90% transpiração e 10% inspiração. No fim das contas isso quer dizer que um escritor precisa de uma reflexão inicial para colocar a ideia no papel e, todo o resto, carece de comprometimento e dedicação para escrever um texto que cumpra seu objetivo e comunique ao receptor. Algumas técnicas podem ajudar nesse processo e é isso o que vamos compartilhar hoje. Veja 5 dicas para escrever um texto que comunica.

1. Organize as ideias
O texto deve ter começo, meio e fim. Se o grande objetivo é informar alguém, a premissa vale para qualquer tipo de texto, desde um relatório ou um texto de trabalho até um artigo, uma apresentação de proposta ou uma dissertação. Sim, não é fácil se deparar com uma folha em branco na frente. Mas se houver um planejamento com introdução, desenvolvimento e conclusão, fica muito mais simples iniciar o texto e dar continuidade a ideia. O bom e velho papel pode ser um meio de elaborar esse rascunho. Aí é questão de estilo de cada um.

2. Use frases curtas
Um dos grandes erros na elaboração de um texto é recorrer a frases longas. Sabe aqueles casos em que se emenda um “e” atrás do outro e quando se percebe a frase tem três ou quatro linhas? Então, isso não é nada bom. Portanto, faça frases curtas. Facilita não só a construção do texto como também ajuda o leitor a absorver a ideia a ser transmitida. A memória capta melhor aquilo que está no início da frase, então escreva na ordem direta. Se notar que uma frase ficou longa, quebre-a em duas orações. O resultado final será infinitamente melhor.

3. Simplifique, não complique
Para um texto comunicativo, o tamanho não importa. Então não adianta fazer uso do famoso “encher linguiça”. E dê preferência a palavras simples que são fáceis de serem entendidas. Claro que fica bonito utilizar palavras rebuscadas, mas preste atenção em quem é o seu leitor e coloque na balança se a pessoa realmente dará valor a palavras difíceis em detrimento de palavras simples. Lembre-se sempre: o objetivo é ter a mensagem compreendida. Na dúvida, simplifique.

4. Leia e releia
Um texto comunicativo deve ser fluido. Logo, divida-o em pequenos blocos e leia com atenção. Não só a leitura mental, mas também aquela em que você literalmente solta a voz. Esse recurso ajuda a identificar problemas na escrita. Preste atenção se o texto tem ritmo e se ele é totalmente compreensivo. Se a leitura travar, refaça o trecho em questão e leia novamente até chegar ao ponto desejado. Só se dê por satisfeito quando o texto tiver fluidez.

5. Revise
Nós temos por instinto prestar atenção aos erros, então não permita que o leitor desvie a atenção da sua mensagem. Assim, depois de concluir o texto, não descuide da última etapa e faça uma revisão cuidadosa. Veja se não faltou uma letra, um acento ou se não há erro de digitação. Se o texto for longo, vale a pena contratar revisores profissionais para verificar problemas gramaticais e ter a garantia de que seu texto não terá qualquer tipo de erro.
Espero que tenha gostado das dicas acima e que faça uso dessas técnicas quando for construir seu próximo texto. E, claro, que o seu texto atinja seu objetivo principal: comunicar com excelência.

Expediente:

Comunicação | São Paulo Convention & Visitors Bureau

noticias@visitesaopaulo.com

Busca Agenda

+ busca avançada Buscar   
  Relatório 2016
  ÍNDICE DE PREÇOS - TRIVAGO

Vídeos

7388755

Podcast com todos os eventos acontecendo semanalmente

  SPCVB 33 anos

Twitter