18/01/18 – Mercado de Turismo e Eventos tem índices positivos em São Paulo

Na manhã desta quinta-feira, 18, o Visite São Paulo, entidade privada que trabalha para incremento da atividade turística por meio da captação de eventos, e o Observatório de Turismo e Eventos da São Paulo Turismo (OTE-SP), núcleo de pesquisas ligado à Prefeitura de São Paulo, divulgaram um balanço de 2017 do setor.

De acordo com o OTE, foram estimados 15,44 milhões de visitantes na cidade no último ano, 3,76 % a mais que o período anterior. Deles, 12,69 milhões foram visitantes domésticos, e 2,75 milhões, internacionais. O crescimento se repetiu com a taxa de ocupação nos hotéis (64,87% geral, e 59,13% aos finais de semana), crescimento de 5,5% e 4,2% respectivamente; a arrecadação de ISS do Grupo 13 foi 5% maior; além de aumento de passageiros nos aeroportos e rodoviárias (0,3% e 1,3% a mais, respectivamente).

 Eduardo Colturato e Toni Sando durante coletiva de imprensa

O turismo da cidade de São Paulo cresceu 3% em relação ao ano passado. Além disso, tivemos um aumento na ocupação hoteleira durante os fins de semana, o que demonstra o crescente interesse pelos atrativos culturais e gastronômicos que só a capital paulista pode oferecer“, destaca o diretor de Turismo da SPTuris, Eduardo Colturato.

No mercado de eventos, o Visite São Paulo apresentou as estatísticas de seu calendário, que, no ano de 2017, contou com uma amostra de 1.963 cadastros. Desta amostra, contabilizam 24,7 milhões de participantes de feiras, congressos, simpósios, festivais, etc, realizados em São Paulo.

Os números dessa pesquisa apontam que a região Paulista & Jardins é a principal responsável pela realização, com 656 cadastros, enquanto Centro & Zona Norte pelo número de público, com 6,9 milhões. Medicina lidera a segmentação dos eventos, seguido Técnico & Científico e Ciência, Tecnologia & Comunicação.

Resultado do trabalho de apoio à captação de eventos, foi apresentado o impacto da economia em sua realização. Eventos captados são aqueles que não fazem parte do calendário da cidade, podendo ser eventos rotativos, que a cada edição acontece em um destino diferente. Com 41 eventos realizados, 5 a mais do que 2016, participaram 105 mil pessoas (57% a mais que o período anterior), movimentando apenas com visitantes a quantia de R$68,1 milhões (44% superior que 2016).

Os números mostram como o setor acompanha o retorno no crescimento na economia, além de indicar oportunidades e o desenvolvimento da capital como destino, que já é a principal referência em eventos no País“, finaliza Toni Sando, Presidente Executivo do Visite São Paulo.